Gestão Logística

Kanban Logística: tudo o que você precisa saber e como utilizar

Kanban Logística talvez você já trabalha e nem sabe. São painéis com cartões que ajudam a determinar o fluxo de entrega das cargas. Mas também podem ser usadas canetinhas ou até um site de Kanban. Muitos gestores usam esse sistema para facilitar a visão das cargas, pois basta uma olhada e você já sabe o que foi entregue ou não. Entenda como surgiu o kanban e como sua aplicação na logística pode melhorar a qualidade das suas entregas e evitar custos com estocagem.

Continue a leitura e entenda conceitos como just-in-time, kaizen e mais sobre o kanban no setor logístico!

O que é Kanban?

Kanban é uma palavra japonesa (看板) que significa outdoor ou letreiro em português. É um sistema que foi desenvolvido pela empresa Toyota e cria um fluxo visual com cartões para facilitar o fornecimento de recursos e a criação de produtos de forma sincronizada.

Como funciona o Kanban?

Kanban logística

Existem diversas aplicações, mas a mais simples é uma espécie de tabela com três colunas “a fazer”, “em processo”, “feito”. No caso da gestão de cargas isso poderia ser “a ser entregue”, “em trânsito” e “entregue”. Por ser um método flexível, o kanban pode ser ajustado para ter colunas conforme as suas necessidades. No caso de monitoramento de materiais podem ser “nível seguro”, “nível de reposição” e “nível crítico”.

O que é just-in-time?

O objetivo do Kanban é alcançar o just-in-time (“somente a tempo”), que significa fabricar produtos conforme a demanda e evitar estocagem. Assim, os produtos são criados “a tempo” da demanda do cliente. Só quando a demanda solicitar um produto é que ele será fabricado na indústria.

Existem outras aplicações do Kanban além da indústria?

Sim, o Kanban é uma metodologia que foi ajustada por diversos autores para melhorar a produtividade em diversas operações: desde o desenvolvimento de software, pesquisa acadêmica, marketing e até atendimento de clientes. Um dos primeiros autores a expandir o Kanban para além da manufatura foi David J. Anderson, que escreveu em 2004 o livro Kanban: Mudança Evolucionária de Sucesso Para Seu Negócio de Tecnologia.

Qual a História do Kanban?

O método Kanban foi desenvolvido pelo engenheiro Taiichi Ohno, um empregado da Toyota. A metodologia foi a cerne do toyotismo, um sistema de organização que surgiu nos anos 40. Esse sistema prioriza a produção just-in-time, uso da robótica e formação de trabalhadores qualificados. O toyotismo foi o sistema que definiu a 3ª fase da Revolução Industrial, que usa a robótica e computação para automatizar a manufatura de produtos. Alguns teóricos já falam da 4ª fase da revolução industrial com internet das coisas, inteligência artificial e nanotecnologia. Entretanto, essa última fase ainda está em seus primórdios.

Como funciona o Kanban na logística?

Para entender a aplicação do Kanban para a gestão logística, é necessário dividi-lo em dois conceitos:

  1. Kanban de retirada
  2. Kanban de produção

Kanban de retirada: ocorre quando um item é usado para a fabricação de um produto

Kanban de produção: ocorre quando o fornecedor produz um item para abastecer a fábrica.

Existe software de logística com kanban?

Sim! O Fretefy tem um painel que permite você controlar todas as etapas de gestão de forma simples e fácil.

Basta olhar para os cartões e você já sabe como anda toda sua logística!

E a atualização é feita automaticamente para você não se preocupar.

SAIBA MAIS: Painel kanban Logística do Fretefy

Como funciona o Kanban logística de retirada ou de produção?

A retirada acontece assim que um item é usado para fabricação. Assim, o objetivo do Kanban nesse processo é estabelecer um processo sincronizado entre fábrica e fornecedor - ou seja, o fornecedor precisa saber em tempo real quando precisa entregar materiais. Assim, a retirada e produção de materiais é feita de forma orquestrada para evitar estocagem.

O aviso por mais materiais pode ser feito pelo método kanban de disparo, no qual um sinal é dado para o fornecedor assim que um item for usado para fabricação. Esse sinal pode ser analógico (colocar um cartão no local de reposição) ou digital (envio de email ou notificação em plataforma online).

Existe também o modelo lote de reposição constante, no qual após o inventário cair para nível X, um pedido de reposição é feito ao fornecedor. O nível X pode ser um número, uma faixa (100 - 200 parafusos) ou um gatilho acionado automaticamente quando um trabalhador tirar muitos materiais do estoque.

Já o momento de reposição constante é outra opção, na qual a reposição é feita em tempo real de acordo com o consumo da fábrica.

Por exemplo, se a fábrica usar 500 parafusos em um dia, o fornecedor já envia 500 parafusos no dia seguinte.

Existem regras para o Kanban na logística?

Sim! O criador do Kanban, Taiichi Ohno, determina uma série de regras para o funcionamento do método:

  • A fábrica só pode retirar do supermercado quando houver necessidade. Isso significa na quantidade necessária e no exato momento que houver consumo dos produtos
  • O fornecedor deve produzir de acordo com as retiradas feitas pela fábrica
  • Nenhum item deve ser transportado sem identificação no sistema kanban
  • Cada produto deve ter um cartão kanban
  • Produtos defeituosos não devem ser colocados no supermercado
  • O sistema kanban deve comportar pequenas flutuações de demanda

Além dessas regras, é necessário que o fluxo de materiais seja estável para que o Kanban seja efetivo. Variações altas acabam forçando a indústria a ter um estoque grande para conter eventuais picos (o que acaba com o objetivo just-in-time).

Painel Kanban Logistica
Exemplo painel Kanban Logística para Gestão de Cargas

O que é Kaizen?

Essa palavra japonesa (改善) significa “melhoria” e trata-se de uma filosofia usada em diversos tipos de corporação, desde a logística até a hospitalar ou setor financeiro.

Empresas que adotam o Kaizen adotam uma série de medidas com toda sua equipe em todos os departamentos, para que a empresa como um todo entre num estado de “melhoria contínua” e integrada.

O Kaizen começou a ser praticada no Japão após a segunda guerra mundial, influenciado pelo just-in-time do toyotismo, além de empresários estadunidenses que foram para o país nesse período.

É importante lembrar que o kaizen é uma prática diária, que objetiva ensinar aos funcionários como identificar entraves e otimizar o trabalho. Com o pensamento kaizen em mente, funcionários evitam retrabalho, processos desgastantes e identificam erros mais facilmente.

Quais são os tipos de Kaizen?

Existem 5 tipos principais dessa filosofia:

1) Kaizen Pontual

O próprio nome já diz - “pontual”. Esse Kaizen objetiva solucionar um erro rapidamente com medidas simples. A ideia é que medidas simples podem ter um grande impacto quando adotadas pela equipe e inclusive causar um “efeito cascata positivo” em outras áreas da empresa.

2) Kaizen Sistemático

Esse tipo visa resolver um problema sistemático na organização. É possível adotar o Kaizen sistemático para reduzir o churn rate (nível de desistência) de clientes na sua empresa.Isso seria feito adotando uma série de procedimentos com todos os funcionários para melhorar o atendimento, produto ou serviços.

3) Kaizen Linear

Nesse Kaizen, uma linha é formada ao praticar a filosofia em dois pontos diferentes da empresa. Por exemplo, é possível aplicar o Kaizen na área de gestão de frota e na de atendimento aos clientes e assim formar uma “linha” de melhoria.

4) Kaizen de plano

Nesse tipo de Kaizen, diversas “kaizens lineares” são realizadas e conectadas. Trata-se de criar um fluxo de melhoria, no qual as melhorias feitas em uma linha se estendem para as outras de forma integrada.

5) Kaizen de cubo

Nessa situação, todos os pontos da empresa, incluindo todas os departamentos e seus funcionários, estão colocando em prática a filosofia kaizen de melhoria contínua. No modelo cubo, os fornecedores e clientes também adotam a filosofia para que o recebimento de materiais e o feedback dos clientes seja um fluxo harmonioso.

Como ter um painel Kanban logística na sua empresa?

Utilize uma plataforma online logística como o Fretefy para fazer gestão de cargas e fretes. O painel de gestão já funciona no estilo kanban, assim é muito mais fácil gerenciar sua operação sem precisar de planilhas de excel. O Kanban oferece maior controle operacional e diminui os erros e atrasos de entrega. SAIBA MAIS sobre Kanban do Fretefy aqui.

ESCRITO POR